Archives by date

You are browsing the site archives by date.

Anicer volta a se reunir com DNPM

O Presidente da Anicer, Natel Moraes, esteve reunido novamente com representantes do Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM, em Brasília, na manhã de ontem (29), para dar andamento às solicitações que havia pleiteado em relação a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais – Cfem e a forma como está sendo realizado o cálculo das notificações em diversos estados do Brasil.

Moraes vem solicitando ao órgão uma maior transparência nos dados do documento, bem como uma padronização em relação ao valor por tonelada que será cobrado aos empresários do setor de cerâmica vermelha. “A Anicer não concorda com esse tipo de cálculo. Por isso, discutimos por mais de uma hora, foi uma reunião muito tensa, porque na verdade eles também não querem abrir mão de receita. Mostramos para eles que mesmo calculando esses valores e englobando todo o custo que eles estão empregando, o valor está dando quase três vezes mais que o normal. Infelizmente, não fomos atendidos exatamente naquilo que solicitamos, mas criamos um bom canal de conversa para dialogarmos sobre essas questões. Aproveitei ainda para discutir sobre a nova modalidade da medida provisória que saiu, que é um próximo passo, já que a MP vai usar um valor referencial, em relação ao valor da argila. Já não incluiria todo o custo do processo produtivo do produto. Então, ano que vem, acredito que essa questão estará mais resolvida e adiantada. Mas teremos que resolver esse passivo retroativo. É isso que a Anicer vai trabalhar para resolver. A discussão de 31 de dezembro de 2017 para trás (10 anos), será o ponto de incidência da Cfem e precisamos chegar a um bom entendimento, para as duas partes, em relação a como será realizada esta cobrança”, explicou o presidente da Anicer.

Além de Moraes, participaram da reunião o Diretor Geral do órgão, Victor Hugo Froner Bicca e seu Diretor de Arrecadação, Ricardo Paraíba, o Diretor do DNPM/MS, Alexandre Rezende, o sócio-proprietário da Evolução Assessoria contábil, Ademilson Pimentel e o geólogo da Hidrosul Ambiental Serviços Geológicos – Geologia e Meio Ambiente, Milton Saratt.

 

Rede Ibero-Americana se reúne na sede da Anicer

Representantes da Rede Ibero-Americana de Desenvolvimento Sustentável da Indústria Cerâmica realizam reunião, na manhã desta quarta-feira (22), na sede da Anicer, no Rio de Janeiro.

Em pauta, a discussão das diretrizes do projeto de cooperação internacional. O vice-presidente da Anicer, João Gomes Neto, está representando a Associação no encontro.

A Rede Iberceram, sob coordenação da Aitemin-Centro Tecnológico, tem como membro a Anicer e outras 18 entidades de 9 países latino-americanos em torno de uma mesma meta: a elaboração de estratégias para o desenvolvimento da cerâmica vermelha nos países ibero-americanos.

Com objetivo de transmitir ao setor da indústria de cerâmica vermelha conhecimentos científicos e tecnológicos, a Rede promove a integração entre universidades, centro de pesquisas e empresas.

 

Anicer assina Termo de Cooperação com o MPSC

Com o objetivo de proteger o patrimônio público e defender os direitos do consumidor, a Anicer assinou um Termo de Cooperação com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), na última sexta-feira (17), em Florianópolis. O termo visa estabelecer um fluxo de comunicação sobre o uso de produtos cerâmicos não conformes em relação aos padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em editais de licitação para a construção civil.

A partir da assinatura do termo, a Anicer fica encarregada de informar ao órgão público responsável, sobre a utilização de produtos em desacordo com as Normas Técnicas vigentes.  Além disso, em procedimentos investigativos conduzidos pelo MPSC, a Associação fica responsável por certificar, através de laudo laboratorial, a compatibilidade dos materiais utilizados em construções com os padrões da ABNT.

Além do presidente da Anicer, Natel Moraes, participaram da solenidade o Procurador-Geral de Justiça, Sandro José Neis e os presidentes dos Sindicatos da Indústria da Cerâmica (Sindicer) das regiões de Morro da Fumaça, Sérgio Pagnan e de Rio do Sul, Doli Lorenzetti.

Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

Presidente da Anicer participa do Fórum Nacional da Indústria

O presidente da Anicer, Natel Moraes, confirmou presença para participar do Fórum Nacional da Indústria, que acontecerá no próximo dia 30 de novembro,  das 10h às 12h30, no Escritório de Representação da CNI, em São Paulo.

O Fórum é composto por 50 presidentes de associações setoriais nacionais da indústria ou líderes empresariais das principais cadeias produtivas, 12 presidentes de Conselhos Temáticos Permanentes da CNI e sete membros escolhidos pelo presidente da CNI, dentre presidentes de Federação de Indústria, membros do Conselho de Representantes ou da Diretoria da CNI.

O FNI é um órgão colegiado de natureza consultiva da Diretoria da CNI, atuante na formulação de estratégias sobre matérias de interesse da indústria e da economia brasileira.

Foto: hal9000 – Portal da Indústria

DNPM recebe presidente da Anicer para discutir a Cfem

O Presidente da Anicer, Natel Moraes, se reuniu na tarde de ontem (08), na sede do Departamento Nacional de Produção Mineral – DNPM, em Brasília, com o Diretor Geral do órgão, Victor Hugo Froner Bicca e seu Diretor de Arrecadação, Ricardo Paraíba, além de Alexandre Rezende, Diretor do DNPM/MS.

Na pauta da reunião, questões sobre a criação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais – Cfem e a forma como está sendo realizado o cálculo das notificações em diversos estados do Brasil.

Moraes solicitou uma maior transparência nos dados do documento, bem como uma padronização em relação ao valor por tonelada que será cobrado aos empresários do setor de cerâmica vermelha. O presidente ficou esperançoso com o compromisso assumido pelos representantes do órgão. “Foi uma reunião muito positiva, onde pudemos esclarecer algumas situações sobre a cobrança da Cfem que está apresentando muita desproporção de uma região para outra, o que vem onerando demais os empresários. Foi uma conversa importante, onde conseguimos um bom espaço e a garantia de que o DNPM irá analisar os nossos pleitos. Além disso, a Anicer agora parte para a criação de um grupo de trabalho, que ficará responsável por novos encontros com o DNPM para organizarmos esta questão das cobranças distintas e para a estabilização de um valor único para 2018. Enfim, foi muito produtivo e vamos estreitar essa parceria para, cada vez mais, desenvolvermos o nosso setor cerâmico”, disse Moares.

nota_popup_05062017