Anicer ADM

Hotsite do 47º Encontro Nacional está no ar

O hotsite do 47º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha já está no ar e conta com informações sobre o local de realização, mapa do Espaço de Negócios, notícias desta edição e vídeo da edição passada. O evento, que acontecerá de 30 de maio a 01 de junho de 2018, no Centro de Convenções de João Pessoa (PB) é promovido pela Anicer e conta com o apoio do Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha do Estado da Paraíba – Sindicer/PB.

Segundo dados do Sindicato, a Paraíba tem hoje cerca de 150 indústrias, juntas, elas geram mais de 20 mil empregos diretos e indiretos e produzem cerca de 600 milhões de peças por ano, sendo um milhão e meio de toneladas de argila vendidas. O faturamento anual é de mais de 140 milhões de reais.

O evento reunirá empresários-ceramistas, sindicatos regionais, estaduais, associações e cooperativas de cerâmica, fornecedores do setor, instituições públicas e privadas, pesquisadores, professores e estudantes, em uma ação da Anicer, que ainda conta com a participação de empresários dos demais países da América Latina.

Itinerante, o Encontro Nacional movimenta a economia das cidades onde é realizado, promovendo uma aproximação destacada entre as instâncias políticas local, estadual e municipal com o empresariado nacional.

Acesse www.anicer.com.br/encontro47 e fique por dentro de todas as novidades do evento.

 

Anicer já comercializa estandes do 47º Encontro Nacional

A segunda edição do Espaço de Negócios da Anicer, que acontecerá durante o 47º Encontro Nacional da Indústria de Cerâmica Vermelha, de 30 de maio a 01 de junho de 2018, no Centro de Convenções de João Pessoa (PB), já tem mapa definido pela organização do evento.

A ação acontecerá nos mesmos moldes do que foi aplicado no ano passado, em Teresina (PI). Os fornecedores interessados poderão escolher seu estande, em formato básico de 4×3 m, diretamente com a Anicer, através do e-mail: comunica@anicer.com.br ou telefone: (21) 2524-0128.

Indústria da construção começa 2018 mais otimista

A indústria da construção fechou 2017 com redução da atividade e do emprego. Mas as quedas foram inferiores às registradas em dezembro dos anos anteriores. O índice de nível de atividade ficou em 44,9 pontos e o de número de empregados foi de 43 pontos em dezembro do ano passado. No mesmo mês de 2016, o indicador do nível de atividade foi de 37,9 pontos e o de emprego de 36 pontos, informa a Sondagem Indústria da Construção, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) na última sexta-feira (26). Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos. Quando estão abaixo de 50 pontos mostram queda da produção e do emprego em relação ao mês anterior.

O Índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEI) subiu para 57,2 pontos em janeiro, o maior nível desde fevereiro de 2013. Além disso, os indicadores de expectativa cresceram pelo segundo mês consecutivo em janeiro e estão acima da linha divisória dos 50 pontos, que separa o pessimismo do otimismo. Isso mostra que os empresários esperam o aumento do nível de atividade, de novos empreendimentos e serviços, de compra de insumos e matérias-primas e de número de empregados nos próximos seis meses.

“A melhora do otimismo do setor é resultado da recuperação da economia esperada para este ano e da manutenção dos juros em patamar reduzido “, afirma a economista da CNI Flávia Ferraz. Ela explica que os juros baixos diminuem os custos dos financiamentos imobiliários e devem estimular a retomada da atividade na construção.

Fonte: CNI

nota_popup_05062017